Deprecated: Elementor\DB::is_built_with_elementor está obsoleto desde a versão 3.2.0! Use Plugin::$instance->documents->get( $post_id )->is_built_with_elementor() em seu lugar. in /nas/content/live/fisiopop/wp-includes/functions.php on line 5323
Dor no braço - Fisiopop

Dor no braço

Muitas pessoas, ao sentirem dor no braço, ficam muito preocupadas e estressadas com o que isso pode ser.

Agendar uma consulta

Afinal, é sabido que um dos sintomas de infarto é a dor no braço esquerdo.

Porém, o que muita gente não sabe é que dor no braço não é um sintoma exclusivo de infarto. 

Mas, afinal, o que pode ser dor no braço? Como diferenciá-la de uma dor preocupante, a qual deve fazer você buscar atendimento médico de urgência ou uma dor que precisa de tratamento ortopédico? 

Vamos falar sobre as diferentes causas de dor no braço e como você pode diferenciá-las, além do tratamento recomendado para cada uma delas. 

Agendar uma consulta

O que é dor no braço?

pessoa segurando um dos braços dobrados pelo cotovelo sinalizando uma dor no braço
A dor no braço pode aparecer em consequência de diversas causas.

O braço é uma das partes do corpo que mais se usa. Seu grau de mobilidade é alto e é através dos braços que, com as mãos, fazemos as atividades mais simples do dia a dia, como segurar um objeto, abraçar alguém, escrever, dirigir, dentre tantas outras atividades, por exemplo. 

Assim, o braço é composto por três ossos longos, o úmero, na região superior, ligado à articulação do ombro; rádio e ulna, na porção inferior, conectados à articulação do punho e daí para os ossos da mão. 

Dessa forma, uma das primeiras informações sobre dor no braço é saber exatamente onde o braço dói. Afinal, conforme o local da dor, pode-se ter uma idéia do que está ocorrendo. 

Portanto, uma dor na porção superior do braço, na região do ombro, é indicativo de problemas articulares no ombro. Já uma dor na região do bíceps pode ser uma distensão muscular, por um esforço excessivo. 

Já dor na região do cotovelo é bastante indicativo de tendinite, ou cotovelo de tenista, por ser uma lesão bastante comum em quem pratica esse esporte. 

E lesões na região do punho estão também relacionadas às tendinites ou a síndrome do túnel do carpo.

Ou seja, a primeira informação é exatamente onde é a dor no braço. 

Como é a dor no braço de infarto?

pessoa com uam das mãos sobre o braço dobrando com dor
A dor no braço por princípio de infarto acompanha vários outros sintomas.

A grande preocupação das pessoas é relacionada à dor no braço de infarto. Porém, essa dor não é somente uma dor no braço esquerdo. 

De fato, a dor no braço relacionada ao infarto vem acompanhada de outros sintomas, tais como: 

  • Palidez; 
  • Sudorese; 
  • Palpitação; 
  • Náuseas e vômitos; 
  • Dores nas costas e na região do estômago; 
  • Dor no peito; 
  • Desmaio. 

Portanto, a dor relacionada ao infarto apresenta outros sinais e sintomas que devem servir de alerta para que o atendimento médico de urgência seja procurado imediatamente. 

Quando a dor no braço é preocupante? 

Para resumirmos, a dor no braço é preocupante quando ela vem acompanhada de outros sintomas, tais como respiração dificultada, dor torácica, dor nas costas, suor frio, dentre outros sintomas. 

É uma dor que se inicia na região torácica e se estende para o braço esquerdo, acompanhada desses outros sintomas. 

Assim, se você ou alguém próximo apresentar esses sintomas em conjunto, busque atendimento médico de urgência o quanto antes, pois, esses sintomas em conjunto podem representar um infarto agudo do miocárdio. 

Causas de dor no braço

mulher sentada no sofá com dor no braço dobrado
A dor no braço pode ser resultados de várias causas diferentes.

Agora que já se falou sobre a dor no braço relacionada ao infarto, vamos falar sobre as outras causas de dor no braço. 

  • Distensão muscular; 
  • Tendinites; 
  • Lesões no ombro; 
  • Lesões por esforço repetitivo; 
  • Má postura; 
  • Hérnia de disco; 
  • Crises de ansiedade ou ataque de pânico. 

Vamos falar sobre cada uma dessas causas em maiores detalhes a seguir. 

Dor muscular de início tardio (DMIT)

A DMIT ocorre quando os músculos do braço são sobrecarregados. Portanto, são lesões comuns em quem pratica musculação na academia ou carrega peso. 

Esse tipo de problema ocorre, pois, como os músculos são muito exigidos, há rompimento de pequenas fibras musculares.

Assim, a região do músculo fica dolorida e pode até apresentar edema. 

Para saber se você está com alguma distensão muscular, verifique se no dia anterior você não levantou peso ou exagerou nos treinos para membros superiores. 

Se esse for o caso, em alguns dias as fibras musculares se regeneram e o braço para de doer.

Para acelerar um pouco esse processo, você pode colocar um pouco de gelo no local, nas primeiras 48 horas, ajudando a diminuir o edema formado. 

Depois desse período, se a dor ainda permanecer, compressas mornas são mais efetivas.

Tendinites 

Existem diversos tendões no braço e quando se utiliza muito o membro, os tendões podem ficar inflamados, dando origem às tendinites. 

As tendinites são bastante comuns em quem trabalha com as mãos ou com os braços, fazendo movimentos repetitivos, como costureiras e pintores, por exemplo.

Além deles, atletas de esportes como basquete, tênis e handebol também costumam apresentar casos de tendinite. 

Para a melhora do quadro, inicialmente colocar gelo na região do tendão inflamado ajuda a minimizar a dor.

Mas, se a tendinite já é crônica, são necessários medicamentos e fisioterapia, para não só desinflamar o tendão, como também fortalecer a musculatura próxima, para o quadro não retornar. 

Dessa forma, quando a dor já se apresenta há alguns dias e não melhorou com gelo, inclusive, limitando os movimentos, está na hora de procurar o diagnóstico adequado dado por um médico ortopedista, após uma avaliação individual. 

E investir em sessões de fisioterapia. 

Lesões no ombro 

O ombro é uma complexa articulação, com a maior mobilidade do corpo humano. Por ser constantemente utilizada, também é alvo de problemas inflamatórios, como as bursites, por exemplo. 

As bursas são estruturas de amortecimento existentes na região dos ombros e quando ficam inflamadas, o paciente sente bastante dor ao tentar movimentar o braço, ficando com a mobilidade bem reduzida. 

Para o tratamento desse tipo de lesão, é necessária medicação adequada e fisioterapia. 

Outras lesões comuns no ombro são a tendinite calcária, causada pelo depósito de cálcio nos tendões e a capsulite adesiva ou ombro congelado, quando a cápsula do ombro de inflama e o ombro torna-se imóvel. 

Além disso, há também a lesão no manguito rotador, músculos existentes no ombro, responsáveis pelos movimentos de rotação.

Quando esses músculos são lesionados, o indivíduo apresenta dor, sobretudo quando tenta movimentar o braço. 

Em ambos os casos, o tratamento depende da avaliação do médico ortopedista, medicação analgésica e anti-inflamatória adequada, prescrita individualmente e sessões de fisioterapia. 

Lesões por esforço repetitivo 

Bastante comum em indivíduos que usam o braço constantemente, seja para trabalho ou para esportes, as lesões por esforço repetitivo, muitas vezes, resultam em tendinites ou bursites. 

No tratamento, além de ficar fora dos treinos por um tempo, são necessárias medicações e sessões de fisioterapia para melhora completa do indivíduo. 

É importante lembrar que lesões no ombro, por exemplo, é essencial que o indivíduo mexa o braço, para evitar a capsulite adesiva, consequência de lesões inflamatórias no ombro que não foram tratadas adequadamente. 

Má postura 

Muitas pessoas trabalham em frente a um computador em uma posição pouco ergonômica.

Além disso, têm o hábito de ficar segurando o celular, com a cabeça abaixada, para visualizar a tela. 

Com isso, toda a região cervical fica tensionada, bem como o ombro e o braço. O resultado disso? Dor no braço causada por má postura. 

Para tratar disso, o ideal é verificar se os braços estão corretamente apoiados enquanto se digita no teclado do computador, não oferecendo concentração de forças na região do ombro, cotovelo ou punhos. 

Além disso, após algum tempo de trabalho, faça pequenas pausas e aposte em alongamentos para os braços.

Eleve os braços sobre a cabeça, esticando-os e permanecendo nessa posição por alguns segundos. 

Estique os braços para frente, abaixando e levantando a cabeça para soltar a tensão da região cervical. 

Cruze o braço em direção ao ombro oposto, procurando manter o ombro abaixando, esticando a região do tríceps. 

Hérnia de disco 

A hérnia de disco, na região cervical, pode resultar em compressão das terminações nervosas dessa região. Com isso, o braço pode apresentar dor, pela compressão dessas terminações. 

Hérnias de disco são comuns com o passar da idade, pois, o envelhecimento traz o desgaste dos discos intervertebrais. 

Para o tratamento da hérnia de disco, é necessário o diagnóstico do médico ortopedista. 

Em alguns casos mais graves, a cirurgia pode ser uma indicação, mas somente quando o tratamento conservador já foi tentado e não forneceu resultados positivos. 

Crises de ansiedade ou ataque de pânico 

Crises de ansiedade costumam gerar sintomas bastante parecidos com um infarto. Geralmente, afetam pessoas que já convivem com alterações no grau de ansiedade e estão passando por um momento de vida mais complicado. 

Nesses casos, é essencial o paciente tentar respirar fundo, controlando a respiração, diminuindo a ansiedade.

Esses pacientes, ao fazerem um eletrocardiograma, não apresentam nenhum sinal de infarto, demonstrando claramente como a crise de ansiedade que gerou todos os sintomas.  

Se sentir dor no braço, o que fazer? 

Caso você sinta dor no braço, primeiramente, investigue onde é a dor e que tipo de dor você está sentindo.

No caso de apresentar outros sintomas associados, como dor torácica, sudorese, enjoos, dentre outros, procure atendimento médico de urgência. 

Porém, se é uma dor causada por esforço físico, aguarde alguns dias e caso a dor não desapareça, procure diagnóstico com um médico ortopedista. Não se automedique. 

Com o diagnóstico correto, a fisioterapia pode ajudar bastante a diminuir a dor e para que o quadro não retorne. 

Agendar uma consulta