Deprecated: Elementor\DB::is_built_with_elementor está obsoleto desde a versão 3.2.0! Use Plugin::$instance->documents->get( $post_id )->is_built_with_elementor() em seu lugar. in /nas/content/live/fisiopop/wp-includes/functions.php on line 5323
Lesão SLAP: O que é, Causas e Tratamento - Fisiopop

Lesão SLAP: O que é, Causas e Tratamento

Lesão SLAP é uma lesão no ombro, que afeta o lábio superior de anterior para posterior, muito comum em esportistas.

Agendar uma consulta

Saiba tudo sobre o assunto abaixo:

O que é Lesão SLAP?

esquema mostrando ombro e suas articulações envolvidas na lesão slap
A lesão SLAP é muito comum entre esportistas.

O termo SLAP significa os termos Superior Labrum Anterior to Posterior.

É um tipo de lesão que acomete jogadores ou atletas praticantes de esportes que necessitam de força no braço. 

Após um trauma ou um movimento abrupto, pode-se haver danos na região superior do lábio, denominado labrum e também no tendão do bíceps. 

Agendar uma consulta

Assim, pode-se definir lesão SLAP como uma lesão de deslocamento da porção superior do lábio, local onde se insere o tendão do músculo bíceps. 

Causas

desenho esquemático msotrando esqueleto interno e suas articulações do ombro por lesão slap
A lesão SLAP surge após trauma abrupto.

Uma lesão SLAP pode surgir, de maneira abrupta, devido a um trauma resultante do estiramento excessivo do braço.

Dessa forma, esse tipo de lesão é comum em praticantes de esportes que utilizam principalmente os membros superiores, como vôlei, handebol, tênis, etc.

Essa lesão também pode ocorrer quando o indivíduo tenta levantar um objeto muito pesado.

Ou então, ao se pendurar, segurando-se pelas mãos, com o peso do corpo sendo suportado pelo ombro, como ocorre em modalidades como ginástica e crossfit. 

Além disso, outras causas envolvem a luxação do ombro, em que a lesão SLAP pode ser uma consequência. 

E por último, como causa desse tipo de lesão, os movimentos repetitivos de força, como arremesso ou levantamento de peso, de modo abrupto. 

É importante citar que a lesão SLAP é também chamada “ombro do arremessador” ou “ombro do atleta”, devido à sua constância em indivíduos que praticam esporte que demandam esse tipo de movimento. 

Classificação da lesão SLAP

atleta de handbol sendo interceptada no ar por adversários ao tentar arremessar bola
A lesão SLAP costuma ser calssificada de acordo com o grau de comprometimento.

A lesão SLAP pode ser classificada em diferentes tipos, conforme o grau de comprometimento das estruturas. 

Tipo I 

Nesse tipo de lesão, o bíceps continua inserido, mas há lesão no lábio. Aqui, ocorre a fibrilação do labrum e é o tipo mais leve de lesão. Seu tratamento costuma ser não-cirúrgico. 

Tipo II 

Tanto o lábio quanto o bíceps apresentam-se desinseridos. 

Tipo III 

O lábio está roto e invade a articulação, formando uma imagem denominada “alça de balde”. 

Tipo IV 

Rompimento do bíceps e desinserção do lábio. 

Sintomas 

O principal sintoma do paciente com lesão SLAP é a dor na movimentação do braço, em posição superior, em direção à cabeça. 

Dessa forma, é uma lesão bastante comum em praticantes de atividades físicas e esportes, tais como voleibol, handebol e musculação, por exemplo. 

Assim, quando o atleta profissional ou amador tenta executar o movimento de elevação do braço, ou arremesso de peso, ou bola, sente dor aguda, muitas vezes, impossibilitando o movimento. 

Esse tipo de lesão, de fato, é bastante comum nesses atletas, os quais costumam se afastar dos treinos e jogos, quando a lesão acontece.

Muitas vezes, o atleta deverá ficar fora dos treinamentos, dependendo do tratamento, entre 4 a 6 meses, até sua reabilitação completa. 

Diagnóstico 

Geralmente, o paciente com lesão SLAP vai buscar atendimento médico quando a dor torna-se bastante aguda e incapacitante, dificultando a prática esportiva e até mesmo, atividades diárias. 

O diagnóstico é realizado através dos sinais clínicos, teste de mobilidade ativa e exame de imagem complementar, no caso a ressonância, em alguns casos, como na lesão grau 1 o paciente pode até ser assintomático. 

Tratamento

atleta fazendo fisioterapia como tratamento para lesão slap
O tratamento para lesão SLAP costuma ser conservador.

O tratamento da lesão SLAP é, a princípio, conservador.

Ou seja, trata-se o paciente com medicamentos para redução da dor (analgésicos e anti-inflamatórios) e sessões de fisioterapia. 

Caso seja sugerido tratamento conservador a fisioterapia é essencial, principalmente se o paciente for praticante de atividade física, tanto de forma amadora como profissional.

Deve ser avaliado o movimento que causa dor, a funcionalidade do ombro como um todo (força, mobilidade, amplitude de movimento ativa, estabilidade muscular…)

Caso o tratamento conservador não tenha resultados, a cirurgia é recomendada, porém o que foi feito na fisioterapia vai auxiliar no processo pré cirúrgico. 

De fato, a indicação de cirurgia para tratamento de lesão SLAP deve ser feita somente após a avaliação de um cirurgião ortopédico.

O tipo de lesão também influencia em como o procedimento cirúrgico será planejado. 

Pacientes jovens, com bíceps íntegro, costumam ter indicações de cirurgia de reinserção do lábio na cavidade glenóide. 

Por outro lado, pacientes com mais idade com lesões no bíceps, geralmente têm indicação de corte do tendão do bíceps e fixação do tendão junto ao úmero. Esse procedimento é denominado tenodese. 

Após o procedimento cirúrgico, o paciente deverá seguir as orientações do cirurgião e iniciar a Fisioterapia de forma mais precoce possível.

Nesse momento é imprescindível a comunicação entre o cirurgião e o fisioterapeuta, para otimizar os resultados da reabilitação. 

No caso de atletas, estima-se o retorno aos treinos e a prática esportiva em 6 meses, mas pode variar. 

Complicações 

A amplitude de movimento fica bem complicada quando o paciente tem uma lesão SLAP e não faz o tratamento prescrito.

Portanto, sem o tratamento, o atleta não consegue retornar aos treinos, visto que a lesão não é autolimitante e não tem resolução espontânea. 

Ou seja, sem o tratamento, a dor limita o movimento e o atleta fica afastado das práticas esportivas.

Mas, não é só isso: pode haver complicação com a lesão SLAP quando não tratada. 

Com o deslocamento do lábio superior e ausência do tratamento, nessa região, pode haver extravasamento do líquido sinovial.

Assim, forma-se um cisto na região, denominado cisto paralabral. 

Nesse caso, é necessário o esvaziamento do cisto e sua remoção cirúrgica, pois o cisto costuma comprimir as estruturas da articulação do ombro. 

Lesão SLAP tem cura? 

Sim, a lesão SLAP tem cura, seja por tratamento conservador ou seja por cirurgia.

Se optado pela cirurgia, a fisioterapia também fará parte do processo de reabilitação do paciente, para que ele retorne com segurança a seu esporte e tenha maior longevidade dentro da sua prática. 

Agendar uma consulta