Deprecated: Elementor\DB::is_built_with_elementor está obsoleto desde a versão 3.2.0! Use Plugin::$instance->documents->get( $post_id )->is_built_with_elementor() em seu lugar. in /nas/content/live/fisiopop/wp-includes/functions.php on line 5323
Subluxação do ombro  - Fisiopop

Subluxação do ombro 

O ombro é uma complexa articulação no corpo humano, com grande mobilidade. Assim, quando o ombro sofre um impacto, o resultado pode ser um quadro de deslocamento total do ombro, luxação do ombro, ou deslocamento parcial, subluxação do ombro. 

Agendar uma consulta

A subluxação do ombro também é chamada instabilidade subclínica, pois, o ombro fica próximo de se deslocar completamente.

Por isso, o diagnóstico preciso e tratamento adequado desse quadro é essencial. 

O que é subluxação do ombro?

esquema mostrando Subluxacao do ombro
Subluxação do ombro é quase que um deslocamento.

Subluxação do ombro é um quadro clínico que ocorre quando a cabeça do úmero não perde totalmente o contato com a cavidade glenoide, onde ela deveria estar inserida. 

Portanto, pode-se dizer que na subluxação, o ombro quase se desloca. 

Agendar uma consulta

Existem casos de subluxação recidivante, os quais ocorrem quando o paciente já apresentou o quase deslocamento do ombro em outras situações prévias.

Esses casos são mais preocupantes. 

Causas da subluxação do ombro

esquema mosntrando Subluxacao do ombro
O impacto é uma das principais causas para a subluxação do ombro

A principal causa da subluxação do ombro é o impacto sofrido pela articulação, sobretudo no caso de prática esportiva. 

Assim, esportes de contato, como judô e rugby, por exemplo, estão entre os que mais resultam nesse tipo de lesão, bem como em luxação ou deslocamento completo do ombro. 

Porém, outros esportes também podem resultar em subluxação do ombro. É o caso da prática de Crossfit, em movimentos com o Kettlebell e até, na prática de musculação, por exemplo. 

De fato, indivíduos que possuem frouxidão ligamentar prévia ou desequilíbrio muscular estão mais propensos a sofrerem subluxação do ombro, inclusive, com movimentos simples, como se vestir. 

Nem sempre a subluxação é percebida nitidamente, ao contrário da luxação do ombro que é bem visível e diagnosticada com facilidade.

Por isso, quando um paciente começa a sentir fraqueza ou instabilidade no ombro, ele deve ser avaliado por um médico ortopedista. 

Diagnóstico

pessoa com uma das mão sobre o ombro com dor
O médico ortopedista pode fazer o diagnóstico da subluxação do ombro.

Para o diagnóstico de uma lesão de subluxação do ombro, a consulta a um médico ortopedista é essencial.

Dessa forma, a avaliação física do paciente é necessária, bem como a complementação por alguns exames de imagem. 

Por exames de imagem como ressonância magnética, por exemplo, é possível visualizar melhor a relação entre a cabeça do úmero e a superfície glenóide.

Caso haja alteração nessa relação, pode-se estabelecer o diagnóstico com mais propriedade. 

Portanto, pacientes que sentem instabilidade no ombro devem procurar um médico ortopedista, para que a lesão não se perpetue, piorando o quadro clínico. 

Como tratar subluxação no ombro?

O tratamento da subluxação do ombro deve ser sempre individualizado.

Afinal, depende da extensão da lesão, se há danos em estruturas ligamentares, da saúde geral do paciente, bem como da demanda que o paciente tem do ombro. 

Primeiramente, é necessário retornar o ombro em sua posição original.

Nos casos mais graves de luxação, existem manobras específicas que devem ser executadas pelo médico ortopedista, denominadas manobras de redução.

Essas manobras podem ser feitas, inclusive, sob anestesia, em casos mais complexos. 

Já os casos de subluxação, geralmente, demandam manobras mais simples para recolocação da cabeça do úmero em sua posição adequada, visto que o deslocamento da cabeça do úmero não é total e sim, parcial. 

Há casos, inclusive, que o próprio ombro retorna, sozinho, a sua posição original.

Nesses casos, o paciente sente dor e o tratamento deve ser focado nisso, visto que não há necessidade de qualquer manobra de redução. 

Inicialmente, caso o paciente esteja sentindo  muita dor, medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios podem ser prescritos.

No caso de atletas amadores, a prática esportiva deve ser suspensa até a alta definitiva. 

Há necessidade de cirurgia para subluxação do ombro? 

Nem todos os casos de subluxação precisam de procedimentos cirúrgicos. A avaliação da necessidade ou não de cirurgia deverá ser feita sempre por um médico ortopedista, após a avaliação individual do caso. 

Por outro lado, a articulação do ombro pode ter necessidade de algum procedimento cirúrgico.

A cirurgia geralmente faz parte do tratamento quando há lesões ósseas ou ligamentares consideráveis.

Nesses casos, há necessidade de sutura de ligamentos e aplainamento da estrutura óssea.

Em outros casos, pinos também podem auxiliar na estabilidade do ombro. 

A cirurgia é geralmente feita de forma artroscópica, ou seja, com cortes pequenos, de maneira minimamente invasiva.

Assim, a recuperação do paciente tende a ser melhor. 

De fato, a indicação cirúrgica ocorre, geralmente, em casos de subluxação crônica ou recidivante.

Ou seja, casos em que o paciente já sofreu subluxação anteriormente. 

Outro quadro que pode contribuir negativamente para a resolução do problema é a discinesia escapular. 

A discinesia escapular é uma patologia em que há um desequilíbrio nos músculos estabilizadores da escápula e esse quadro deve ser tratado em conjunto com a subluxação do ombro.

Pós-operatório 

Durante o pós-operatório, o paciente deverá fazer sessões de fisioterapia.

Inclusive, para pacientes em que o tratamento cirúrgico não foi indicado e sim o tratamento conservador, a fisioterapia também é forte aliada da recuperação. 

Nas sessões de fisioterapia, são utilizadas técnicas de fotobiomodulação, eletroestimulação também pode estar associada, tanto para o controle da dor, quanto para acelerar o processo de fortalecimento.

Manobras para ganho de amplitude, redução da dor e exercícios ativos de mobilidade são usadas para aqueles pacientes que apresentam restrição de movimento. 

Além disso, exercícios de estabilidade e ganho de força também são muito importantes, pois, esses exercícios evitam a recidiva do problema. 

Como prevenir subluxação do ombro? 

A prevenção da subluxação do ombro, bem como da luxação, envolve prevenir quedas ou impactos fortes diretamente, ou indiretamente na articulação. 

Assim, usar equipamentos de proteção individual durante a prática esportiva, bem como saber como “cair” em esportes de luta são ações fundamentais. 

É importante também evitar quedas, usando sapatos apropriados.

E por último, o fortalecimento das estruturas do ombro é essencial, sobretudo em indivíduos com grande demanda da articulação, como esportistas, por exemplo. 

Caso você já tenha sentido alguma instabilidade no ombro, o ideal é procurar uma consulta com um médico ortopedista para verificar a presença de alguma lesão.

Dores no ombro e limitação de movimento também são indicativos para buscar tratamento ortopédico. 

E lembrar que a fisioterapia é parte integrante do tratamento, pois, nas sessões, há melhora da mobilidade e fortalecimento muscular, elementos essenciais para evitar a recidiva do quadro. 

Agendar uma consulta