Deprecated: Elementor\DB::is_built_with_elementor está obsoleto desde a versão 3.2.0! Use Plugin::$instance->documents->get( $post_id )->is_built_with_elementor() em seu lugar. in /nas/content/live/fisiopop/wp-includes/functions.php on line 5323
Teste de Hawkins Kennedy  - Fisiopop

Teste de Hawkins Kennedy 

O teste de Hawkins Kennedy é um dos vários testes ortopédicos que podem ser realizados para diagnosticar lesões nas estruturas do ombro. 

Agendar uma consulta

De fato, esse teste foi descrito em 1980 pelos pesquisadores, R.J Hawkins e J. C. Kennedy. Desde então, tornou-se um dos testes ortopédicos mais utilizados. 

Através desse teste, é possível verificar a presença da síndrome do impacto subacromial.

Ou seja, através do teste Hawkins Kennedy, lesões no tendão supraespinhal, a estrutura geralmente mais afetada na síndrome do espaço subacromial, são facilmente identificadas. 

Mas, não é somente o tendão supraespinhal que pode demonstrar lesões nesse tipo de patologia.

Agendar uma consulta

Outras estruturas, tais como o tendão da cabeça longa do bíceps, a bursa subacromial e a articulação acromioclavicular também podem ser avaliadas. 

Para que serve o teste de Hawkins Kennedy?

homem curvado sem camisa com uma das mãos sobre o ombro lesionado após diagnosticar lesão no teste de Hawkins Kennedy
O teste de Hawkins Kennedy é feito para verificar lesões na região do ombro.

Esse teste é realizado para avaliação ortopédica do paciente, auxiliando no diagnóstico da síndrome do impacto subacromial e lesões no tendão supraespinhal, tendão da cabeça longa do bíceps, bursa subacromial e articulação acromioclavicular. 

Como é realizado o teste de Hawkins Kennedy? 

Para realização desse teste, o paciente pode estar em pé ou sentado (a). 

Então, o paciente deverá manter seu ombro flexionado em 90º, com o cotovelo também flexionado em 90º. 

A seguir, o fisioterapeuta ou médico ortopedista deverá apoiar sua mão sobre o ombro a ser testado.

Dessa forma, o ombro ganha estabilidade e o profissional garante que o ombro ficará flexionado da maneira correta. 

Com a outra mão, o outro braço do paciente deve ser internamente girado, de forma passiva.

Nesse momento, pode-se avaliar o paciente: caso o paciente apresente dor no momento da rotação interna, o resultado do teste de Hawkins Kennedy é considerado positivo. 

Entendendo o teste Hawkins Kennedy 

Durante a realização desse teste, a flexão do ombro, associada à rotação interna promove a redução do espaço entre a cabeça do úmero e a parte inferior do acrômio.

Dessa forma, há compressão das estruturas moles da região (os tendões, por exemplo). 

Nessa região, encontramos o tendão supraespinhal, bem como a bursa subacromial, estruturas que podem encontrar-se inflamadas.

E assim, o resultado do teste é positivo, pois, o paciente sente dor no momento da compressão dessas estruturas já acometidas por um processo inflamatório. 

Mas, vale lembrar que esse é somente um dos testes físicos ortopédicos que podem ser realizados durante o exame físico de um paciente.

Ou seja, é essencial incluir outros testes físicos ortopédicos, bem como exames de imagem para complementar a avaliação e só assim determinar o diagnóstico do quadro com precisão. 

O que fazer com teste de Hawkins Kennedy positivo? 

Quando o teste de Hawkins Kennedy dá positivo, é importante que o paciente receba o diagnóstico da lesão, com outros testes sendo feitos, bem como com o auxílio de exames de imagem. 

Geralmente, o tratamento proposto é conservador, com prescrição de medicação analgésica e anti-inflamatória e sessões de fisioterapia, para redução da inflamação local e fortalecimento das estruturas do ombro.

Agendar uma consulta